quarta-feira, 13 de abril de 2011

"Photografiaa Coloridaaaa"

Nesta semana constatamos o que já sabíamos: a turma do Ponto e a turma da Barcela dos anos 80 tem uma quantidade ínfima de fotos ( em uma década de existência). Essa escassez de imagens existe por diversos motivos. Entre os mais fortes: pelo próprio perrengue da idade, não tínhamos como manter uma produção constante de fotos, pois a revelação era caríssima ( e muitas máquinas eram dos pais, que nem sempre as emprestavam). Porque sempre colocávamos outras atividades como prioridade (beber, zoar, rodar, namorar, viajar, madrugar, bundar) e no dia a dia, esquecíamos de registrar os momentos via fotografia. E porque, fatidicamente, já se passaram trinta anos, e muitas fotos tiradas naquela época se perderam, seja por conta dos casamentos e mudanças de endereços, seja por descuido, incidentes, etc etc...
É por essas e outras que eu sempre considero um pequeno milagre a postagem de qualquer foto da época relacionada à turma ou à cidade de São Caetano do Sul. Vivemos em um mundo veloz, voltado para o "de agora em diante" e por conta dessa cultura imediatista, a História com H maiúscula ( que abrange a nossa história cotidiana também) geralmente escorre pelo ralo do "progresso". E é essa cultura que acaba derrubando casas e árvores, queimando livros e descaracterizando o mundo a nossa volta.
A sorte é que contamos com bravos e aguerridos desbravadores em nossos quadros e tenho certeza que a persistência e a fé desses destemidos arqueólogos de plantão trará à tona vários tesouros fotográficos de antanho. Muitos estão revirando suas gavetas e porões à cata de preciosidades escondidas e eu tenho certeza que muitas surpresas surgirão. O foco principal no momento é o próprio Ponto de Táxi, local na esquina da Rua Oriente com a Rua Flórida, que por anos, se tornou nosso QG de encontro (quase) diário e  acabou batizando a turma. Tiramos fotos ali na época? claro! todos se lembram de uma com vários membros em volta do famoso Opala "Tétanus", um dos carros mais famosos da turma; outra lembrada é uma com a  moto do Wirtão, que parava sempre com ela na calçada do Ponto. Existiram esses registros... o problema é encontrá-las hoje. Fabinho, um dos nossos que gostava muito de foto e tinha uma produção considerável de imagens na época está desesperado atrás do seu acervo, que ficou pra trás em alguma de suas mudanças ( cogita-se que foi doado para um asilo em São Caetano). Até onde pudermos, iremos atrás.
Enquanto isso, postaremos aqui no nosso QG virtual, as fotos que temos em mãos. Muitas são de fotógrafos profissionais ( dos bailes e da prefeitura), mas muitas aqui postadas pertencem a amigos da turma, que graças, ainda as tem intactas. Na medida do possível, todas as imagens serão creditadas e identificadas. Até agora tivemos fotos publicadas do Lupa, Sachetão, Malu e Celiane. No próximo post, uma nova série trará os bailes de debutantes ( com produção profissional de primeira). Sigamos.

PS: Faltou explicar o título: entre os anos 70 e os 80, eu e meu primos ( Rica, Adri e Eli) fícávamos as férias de verão inteira na Vila Caiçara ( Praia Grande) onde tínhamos uma turma tão grande como a de Sanca. Entre areias repletas de tatuzinhos, castelos de areia e pranchas de isopor, sempre topávamos com um figuraça que tirava foto na hora dos turistas e depois presenteava-os com aqueles indefectíveis visores plásticos de slides. Mas além de sua aparência de bucaneiro hippie ( ele tinha uma boca torta e uma horrível fenda na perna esquerda, por conta de um acidente de moto) o que chamava atenção mesmo era o seu grito de guerra, que ecoava por toda a Praia Grande: "Photografiaaa Coloridaaa".

Nenhum comentário:

Postar um comentário